sábado, 26 de novembro de 2011

Nosso papo quase-perfeito.

 

- Olha. Por hoje eu só preciso dizer que não te entendo. Eu juro que tento, mas não consigo. (...) Me ignore.
-
Se eu disser que também não te entendo, estaremos quites?
- Não. 


(...)


- Não sei se devo.
- Deve.
(...)
 

- Te odeio. 
- Já desconfiava. 
- É? 
- Claro.

(...)

- O que você vai me dar de natal?
- Um abraço.
- Ah, que chato. 
- O que vai me dar?
- Não sei. Você já tem tanta coisa minha. O que você quer?
- Tenho?
- Tem sim.
- Hum... Não sei. Você é boa com presentes, não é? Vai saber o que me dar.
- Já fui melhor. 
- Confio em você.
- Mesmo?

- Mesmo.
- Vou tentar não te decepcionar então.
- Ok, aposto que consegue não decepcionar.

- Já decepcionei tantas vezes
.
- Já não decepcionou outras tantas.

Pra ser perfeito só faltou dizer que me ama tanto quanto eu te amo, e que sentiu minha falta tanto quanto eu senti a sua.

3 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Invitación - E
    Soy brasileño.
    Pasei acá leendo , y visitando su blog.
    También tengo un, sólo que mucho más simple.
    Estoy invitando a visitarme, y si es posible seguir juntos por ellos y con ellos. Siempre me gustó escribir, exponer y compartir mis ideas con las personas, independientemente de su clase Social, Creed Religiosa, Orientación Sexual, o la Etnicidad.
    A mí, lo que es nuestro interés el intercambio de ideas, y, pensamientos.
    Estoy ahí en mi Simpleton espacio, esperando.
    Y yo ya estoy siguiendo tu blog.
    Fortaleza, la Paz, Amistad y felicidad
    para ti, un abrazo desde Brasil.
    http://josemariacostaescreveu.blogspot.com


    ResponderExcluir